Cadastro de estabelecimentos turísticos cresce 60% em Alagoas em 2018

Já conhecido pela receptividade e acolhimento do serviço, o segmento turístico de Alagoas conta com medidas que vão além do talento para receber bem. De acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), houve um aumento de 60% nos estabelecimentos cadastrados no Cadastur no ano de 2018, em comparação a 2017.

Executado pelo Ministério do Turismo (Mtur), em parceria com os órgãos oficiais de turismo em cada estado, o Cadastur é o sistema de cadastro de pessoas que atuam no setor de turismo. Em Alagoas, a operacionalização fica a cargo da Sedetur e conta com mais de 1.200 cadastrados.

As renovações de cadastro também apresentaram aumento significativo de 26%. Somente no mês de março deste ano, a Sedetur  recebeu 123 solicitações entre cadastros, renovações e alterações para regulamentação de agências de turismo, meios de hospedagem, restaurantes, dentre outros.

As vantagens da regulamentação são muitas, indo da visibilidade que o estabelecimento passa a ter à credibilidade junto aos clientes. Bruno de Oliveira, proprietário da empresa de passeios turísticos “Hospedando Barato”, vê na confiança do consumidor o ponto-chave do cadastro.

“A empresa ganha status a partir do Cadastur. O acesso ao QR Code no site permite que os dados sejam consultados e com isso a compra é mais segura. Tenho cliente que visitará Alagoas no fim do ano que vem, e já finalizou a compra do pacote graças à mobilidade ofertada pelo cadastro”, afirmou Bruno.

Atualmente, em sua versão 3.0, o Cadastur não beneficia apenas  pessoas físicas e jurídicas que desejam se regularizar. A facilidade  da versão atualizada do sistema, no ar desde março de 2018, contribui, também, com quem trabalha  em parceria com o Ministério do Turismo para viabilizar a regularização. É o caso de Valdiron Lira, que trabalha há 20 anos na coordenação regional de cadastro de prestadores de serviço do turismo, na Sedetur.

“Essa plataforma nova tornou o processo todo on-line. Antes o cadastro era feito com a conscientização do empresário, solicitação do cadastro via formulário e visita técnica. Hoje, todo o preenchimento de formulário é on-line e agiliza nosso trabalho na validação dos estabelecimentos”, aponta Valdiron.

Toda a articulação promovida pelo Cadastur amplia a atuação de prestadores de serviços e dá notoriedade às atuações em diversas regiões de Alagoas. No site do Mtur é possível checar cada serviço vinculado, analisando dados, atuação da empresa e, consequentemente, dando mais segurança a quem deseja visitar o estado e escolher o serviço.

Além disso, ao serem vinculados ao sistema, quem trabalha com turismo amplia suas chances de financiamento e empréstimos para investir em seus negócios. A presença dos estabelecimentos no Cadastur consolida Alagoas como um destino seguro e pronto para receber turistas de todo o mundo.

Desburocratizando o processo de cadastro, beneficiamos o segmento como um todo, desde o setor hoteleiro ao vendedor que comercializa seu produto na praia, passando, ainda, pelo guia turístico que apresenta nossas belezas aos visitantes. O aumento de 60% nos mostra que estamos no caminho certo, apostando em trabalhos de conscientização e impulsionando o Turismo em Alagoas com produtos e serviços de qualidade”, explica o secretário da Sedetur, Rafael Brito.

No Brasil

Em nível nacional, o Cadastur apresentou um aumento de  28% nos cadastros. Segundo o MTur, o aumento se deve pela praticidade com que o sistema recebe os pedidos, economizando em 50% os gastos que os prestadores de serviços teriam com a documentação necessária.

Ascom – 01/04/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)