Violência em Alagoas cai pelo 17º mês consecutivo e 2019 caminha para ter resultado histórico

O governador Renan Filho afirmou, nesta sexta-feira (13), que as metas estabelecidas para este ano na Segurança Pública foram alcançadas e que 2019 foi “muito simbólico e significativo” do ponto de vista da redução da violência em Alagoas. A declaração foi dada durante entrevista coletiva, após a apresentação do balanço dos índices criminais referentes a novembro, o 17º mês consecutivo de queda.

“As metas foram atingidas até agora e certamente serão até o final do mês de dezembro. Tivemos um ano muito simbólico e significativo, porque 2018 já tinha sido o melhor ano de resultados da Segurança Pública da nossa história e, em 2019, reduzimos violência em todos os meses, quando comparamos com 2018”, observou Renan Filho.

A apresentação dos números aconteceu no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares e reuniu toda a Cúpula da Segurança Pública de Alagoas. O governador aproveitou a ocasião para fazer um agradecimento especial ao secretário da pasta, coronel Lima Júnior, e a todos os operadores que fazem a Segurança Pública no estado. Ele destacou, ainda, a integração com os poderes Legislativo e Judiciário, bem como o Ministério Público, que decisivamente colaboraram com a redução dos índices criminais.

“Comparando com o ápice da violência em Alagoas, lá atrás, de 2011 a 2014, a gente tem uma redução muito alta que é, sem dúvidas, a maior redução de violência no Brasil, entre todos os Estados. Isso é muito simbólico para nós e é o sinal que precisamos seguir trabalhando para entregar, cada vez, um estado mais seguro para o cidadão”, afirmou.

Números

Novembro alcançou a marca de 17 meses seguidos de redução de violência em Alagoas, um significativo avanço no enfrentamento aos crimes contra a vida. Conforme dados do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Alagoas teve, no mês passado, 94 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), uma diminuição de 16,8% comparada ao mesmo mês de 2018, que registrou 113 homicídios.

Lima Júnior afirmou que a meta para 2020 é continuar trabalhando forte para reduzir ainda mais os índices criminais em Alagoas.

“Nós temos números que realmente precisam ser comemorados pela consolidação do trabalho de combate ao crime em nosso estado e pela redução da violência. Nós temos a certeza que teremos o melhor resultado da história em 2019. Isso só aumenta a nossa responsabilidade”, declarou o secretário de Segurança Pública.

Analisando o acumulado de janeiro a novembro, é possível notar uma redução maior. Em 2018, foram registrados 1.404 homicídios contra 1.084 durante esses 11 meses de 2019, cravando uma diminuição de 22,8%.

Maceió

Em Maceió, também houve queda de homicídios pelo 14º mês consecutivo. O mês de novembro registrou 28 mortes; já no mesmo período de 2018 houve um total de 37, o que representa uma queda de 24,3%.

Em números absolutos, entre janeiro e novembro deste ano foram contabilizados 314 crimes violentos na capital. Em 2018, o mesmo período registrou 488 mortes, reduzindo, assim, em 35,7% os homicídios.

Roubos a banco

As ocorrências de roubo a instituição financeira apresentaram uma redução de mais de 80% no acumulado de janeiro a novembro deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com as estatísticas do Neac, Alagoas registrou em 2019 apenas quatro ações criminosas. Já 2018 acumulou 22 ocorrências, o que aponta para uma redução de 81,8%. Vale destacar que em Maceió esse crime não é registrado há 17 meses.

Roubo de veículo

Outro tipo de crime que segue em queda é o roubo de veículos de passeio. Segundo as estatísticas, foram registradas 440 ações criminosas entre janeiro e novembro deste ano em todo o estado, enquanto no mesmo período do ano anterior foram 711. A análise dos números permite constatar que houve queda de 38,1%.

Concurso

Ainda durante a apresentação dos números, o governador informou que vai convocar, em janeiro de 2020, os concursados da PM de 2006, que obtiveram decisão judicial favorável em última instância, no Supremo Tribunal Federal (STF), como também os aprovados no certame de 2018. Ele disse que fará, ainda nesta sexta-feira (13), uma live (transmissão ao vivo) nas redes sociais para dar mais detalhes.

“Em 2020, só para falar das forças de segurança, vamos fazer concurso para a Polícia Civil (delegado, escrivão e agente), Perícia Oficial, Polícia Militar e estamos, também, avaliando a realização de um novo concurso para o Corpo de Bombeiros”, disse Renan Filho.

Ascom – 13/12/2019